Início > Antipoemas > Antipoema 8

Antipoema 8

maio 3, 2011

Japão, após o tsunami/2011

Tomba da essência apenas a aparência.
Uma pétala cai do olhar da cerejeira.
Rui o não-ser das pálpebras do ser.

Anúncios
Categorias:Antipoemas
%d blogueiros gostam disto: