Início > Sem categoria > Corpo Desnudo

Corpo Desnudo

fevereiro 11, 2007

João de Jesus Paes Loureiro

Esse caminho de pelos em tua pele
entre o umbigo e a ilha do desejo
atrai o meu olhar, que vai por ele
ao vale de teu ventre onde entrevejo

a crespa flor oculta no jardim
de teu mais secretíssimo segredo.
O jardim das primícias onde, enfim,
não há nem bem nem mal ou tarde ou cedo.

É um caminho discreto. Fino traço
de eros rabiscando na epiderme
a leve tatuagem de um desejo.

Caminho de me achar e de perder-me.
Como este verso, que me perde ou guia
pelo corpo desnudo da poesia.

Anúncios
Categorias:Sem categoria
%d blogueiros gostam disto: